Anita Leocádia desmente reportagem da Veja sobre seu pai, Luiz Carlos Prestes

Anita Leocádia Prestes

Na qualidade de filha de Luiz Carlos Prestes, e historiadora especializada em História do Brasil Republicano, quero externar minha indignação com as calúnias e inverdades veiculadas nas páginas 88 e 89 de Veja (26/3/2014) a respeito do meu pai, que jamais apoiou o Estado Novo, conforme se afirma na reportagem em questão. Luiz Carlos Prestes, assim como os comunistas brasileiros, deu apoio a Getúlio Vargas na medida em que este, sob a pressão dos acontecimentos internacionais e do movimento antifascista no Brasil, posicionou-se contra os países do Eixo, contribuindo para a vitória das forças democráticas na 2ª Guerra Mundial.

Da mesma forma, Veja reproduz invencionices presentes no livro da viúva de Prestes, abdicando de uma investigação séria a respeito das afirmações infundadas veiculadas por essa senhora.

Assim, no dia 31 de março de 1964, meu pai não estava em São Paulo, mas no Rio de Janeiro, reunido com a Comissão Executiva Nacional do PCB, de onde seguiu para “aparelho” clandestino nesta última cidade. Fato este do qual sou testemunha, assim como outros militantes comunistas da época. Prestes partiu para o exílio somente em 1971, tendo permanecido clandestino no Rio de Janeiro durante sete anos após o golpe civil-militar de 01/04/64. Também, na referida reportagem, são repetidas declarações atribuídas ao meu pai, que na realidade inexistiram e foram falsificadas por seus detratores.

8 comentários

  • É isso mesmo ,Anita Leocádia Prestes, a senhora está coberta de razão, os detratores não podem mentir, denegrir a imagem de um homem como Prestes. Meus respeitos, digna senhora, e parabéns por ter um pai como Luís Carlos Prestes.

  • Mauro Julio Vieira

    Não podemos esquecer que OLga e Prestes mandaram executar uma adolescente, por julgarem que ela traiu o movimento psicótico que chefiavam conhecido como comunismo.

    A filhinha do papai poderia explicar esse assassinato também.

  • Alex Peña-Alfaro

    Prezada senhora Prestes, deu apoio ou não? a sra. se contradiz, apoiar nem que seja um pouquinho configura-se um apoio, mesmo circunstancial, até porque louve-se a coerência politica do comunista, o fez por puras razoes estratégicas, mas apoiou…
    se fumou e não tragou, bem é questionável…

  • Dou o cartão mas não dou a senha

    Não conheço essa senhora, filha do Prestes. Conheço a VEJA e sei que errar é humano, errar sempre é com a VEJA

  • Mauro Julio Vieira

    A Veja atualmente é uma das melhores revistas do país. Cumpre e sempre cumpriu aquilo que Milôr Fernandes escreveu: “Imprensa é para fazer oposição”.

    Aliás, MIllôr sempre teve sua página na Veja e nenhum diretor da revista colocou qualquer senão naquilo que ele criava.

    O resto da imprensa é toda esquerdinha.
    Só na Folha temos Safatle, Jânio de F, Julia Sweig, André Singer, Elio Gaspari e mais alguns , todos esquerdinhas, contra apenas dois jornalistas sérios, não engajados com ideologias que são Reinaldo de Azevedo e Demétrio Magnoli. Reinaldo foi até xingado, quando começou a escrever na Folha pela própria ombudsman do jornal.
    No Globo a mesma coisa. Seis ou oito colunistas esquerdinhas para um ou dois jornalistas sérios, desengajados com ideologias nefastas.

  • Anita confirma e desmente a mesma coisa,pelo q entendi.Prestes apoiou Getúlio,mas ñ apoiou o Estado Novo.Q coisa! E não podemos nos esquecer que os comunistas só se posicionaram contra Hitler depois da invasão da Rússia.

    • Sr. José Tostes

      Exatamente isso, de cabo a rabo, valeu o comentário.
      Agora, a filha quer transformar o pai em patriota? Um desrespeito aos pracinhas que morreram na Itália, defendendo a democracia.

  • Tem nego bebo aih. A Inglaterra e a Franca pensavam que Hitler, depois de anexar a Austria, ia para cima da Russia. Mas antes ele invadiu a Franca, que alias lhe abriu as pernas. Quem alimentou os nazistas foram os ocidentais, na sua eterna bocalidade anticomunista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *