Toffoli, ex-advogado do PT e casado com ex-advogada do PT, acha que é isento para julgar mensaleiros

Polibio Braga

Eliana Calmon, corregedora geral do Conselho Nacional de Justiça, criou a expressão “bandidos de toga”. Só no Brasil ocorre algo assim, um país sem consciência de cidadania. Dias Toffoli já foi colocado no Supremo Tribunal Federal por isto. Diz que não vai se declarar impedido e que é absolutamente isento (isento contra noção de Justiça).

Toffoli foi advogado do PT durante muitos anos e subchefe da Casa Civil com José Dirceu. Em outro lugar, seria judicialmente declarado impedido, como afirma Roberto Rosen, de Brasília. Confira abaixo:

###-
JORNAL VALOR

A relação com o PT determinou a rápida ascensão de José Antonio Dias Toffoli ao Supremo Tribunal Federal (STF), mas pode agora tirá-lo de um dos julgamentos mais importantes da história da Corte, o processo do mensalão.

Ex-advogado da campanha que levou Lula à Presidência, Toffoli sente-se “absolutamente isento para julgar”. “Vai ser minha decisão, minha consciência”, diz. Ele chegou ao STF sem tese de pós-graduação ou uma grande obra acadêmica e com duas reprovações em concursos para juiz de primeira instância.

Não é preciso dizer mais nada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *